Uruguai é considerado um dos países mais seguros para se viajar depois da pandemia


Quando as fronteiras internacionais forem abertas, o Uruguai, país vizinho e a pouco mais de duas horas de voo de São Paulo, deverá ganhar a preferência dos brasileiros. Nesse contexto, Punta del Este, que sempre foi a queridinha por aqui, voltará a ocupar a lista de destinos internacionais de viajantes brasileiros, seja pela segurança que oferece, ou pela proximidade com o Brasil, sobretudo os estados do sul, em especial o Rio Grande do Sul, que já tem laços fortes com o sofisticado balneário uruguaio, muitas vezes acessado até mesmo de carro.

Nesse cenário, o Enjoy Punta del Este Casino & Resort, que ainda não tem data para reabrir, segue em fase de implantação dos novos protocolos de saúde e sanitização orientados pelo governo para hotéis e restaurantes, baseados em recomendações da OMS, de modo que, ao voltar a operar, o faça com total segurança para seus colaboradores, hóspedes e visitantes. Basicamente, serão observadas medidas de segurança e distanciamento nas áreas comuns, limpeza e higienização de ambientes, e manipulação de alimentos, entre outros aspectos.

Entre as possíveis novidades a serem oferecidas pelo Enjoy quando reabrir, ganharão relevância as experiências ao ar livre, nos jardins do resort, e em seu beach club, de onde se assiste a um dos mais belos por do sol em Punta del Este.

o início da pandemia, a companhia está isentando a tarifa de passagens profissionais de saúde em geral – médicos, enfermeiros e demais especialistas – envolvidos no combate à pandemia, pagando apenas a taxa de embarque para atuar no combate à Covid-19. Até o momento, a empresa já transportou aproximadamente 200 profissionais de saúde com este objetivo.

A companhia também vem contribuindo com o transporte dos itens essenciais para o abastecimento dos estados. Desde 2 de março, já foram realizados mais de 130 voos para o transporte cerca de 600 toneladas de materiais como medicamentos, testes, álcool em gel, máscaras, luvas, termômetros e respiradores, além da doação de 23 toneladas de alimentos.